CONSULTORIA E INSPEÇÃO PREDIAL - NBR 16280

Atestamos a edificação para valorizar o patrimônio imobiliário a custos competitivos e atendimento diferenciado.

INSPEÇÃO DE ELEVADORES / LAUDO TÉCNICO

Com experiência de 32 anos em elevadores, a equipe é composta por profissionais habilitados que atendem a todos os fabricantes.

PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DE ELEVADORES

Devem se adequar às normas técnicas de segurança e de acessibilidade vigentes para aumentar o desempenho.

PMOC - PLANO DE MANUTENÇÃO, OPERAÇÃO E CONTROLE

O Ministério da Saúde recomenda a manutenção dos aparelhos de sistemas de climatização artificial em todos os estabelecimentos.

ANALISE E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR INTERNO - QAI / IAQ

Com experiência de 35 anos em ar condicionado a equipe é composta por profissionais preocupados com sua saúde.

Cuidados com o ar-condicionado. Equipamento traz conforto, mas não relaxe com a limpeza do aparelho


Equipamento traz conforto, mas não relaxe com a limpeza do aparelho. Conheça a palavra de especialista sobre o assunto.

Nos dias mais quentes do ano, só o ar-condicionado é capaz de proporcionar uma sensação de bem-estar para podermos desempenhar nossas atividades. Muita gente depende do  equipamento para trabalhar, estudar ou conseguir dormir melhor. Mas, ao mesmo tempo em que se torna cada vez mais necessário para o cotidiano, o ar-condicionado exige cuidados em  sua utilização e também com sua manutenção, de modo a não causar problemas de saúde.

A médica Judith Arruda (foto abaixo), Presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia Regional Ceará (Asbai-CE), orienta que "o ar-condicionado deve ter seus filtros limpos regularmente e também que haja uma limpeza diária no ambiente em que ele está instalado. A limpeza dos filtros e do ambiente, portanto, são realmente os pontos de maior relevância", alerta a especialista.

arc2

Entre as enfermidades que podem acometer as pessoas, em razão da má utilização do ar-condicionado, estão a asma, a rinite, a faringite, o resfriado e a gripe. Portanto, toda precaução é necessária para que o aparelho, ao invés de trazer conforto, não comprometa a saúde. Nesta entrevista para o Diário do Nordeste, a médica Judith Arruda traz mais detalhes sobre os cuidados com o ar-condicionado em nosso dia a dia. 

Diário do Nordeste: Que enfermidades podem acometer as pessoas, em razão de um ar-condicionado que não é limpo adequadamente?

Judith Arruda: Um ar-condicionado que não é limpo adequadamente pode acumular ácaros, bactérias, vírus, fungos, polens e partículas de poeira, podendo desencadear crises alérgicas  respiratórias, como a asma, a rinite, a faringite ou a laringite, e também causar doenças infecciosas associadas a esses agentes, como a sinusite, o resfriado, a gripe e até a pneumonia.

Em relação à temperatura do equipamento, que cuid-ados devem ser tomados?

As temperaturas muito baixas podem ser prejudiciais às vias respiratórias e podem desencadear tosse seca, ressecamento nasal e na faringe e até crises de asma, principalmente em  indivíduos alérgicos. O ideal é manter a temperatura entre 22° e 26° C, pois o mormaço e o calor excessivos também podem desencadear sintomas e crises respiratórias.

Para quem precisa passar muito tempo dentro de ambientes com ar-condicionado, que medidas podem ser tomadas para minimizar esse fato?

O ideal é ingerir 2 a 3 litros de água por dia, usar soro ou gel hidratante nasal 2 a 3 vezes ao dia, manter o filtro e o ambiente limpos, a temperatura agradável, abrir as janelas e permitir a entrada dos raios solares pelo menos uma vez ao dia, além de usar, na limpeza do ambiente,  produtos que não tenham cheiros muito fortes.

arc3


Em estabelecimentos comerciais, os cuidados com a manutenção do ar-condicionado devem ser os mesmos?

Gostaria de chamar atenção para os ambientes que aglomeram muitas pessoas, como shopping centers, escolas, cinemas, bancos, instituições públicas, transportes, entre outros, e lembrar do potencial risco de contaminação em massa caso não haja uma limpeza adequada dos dutos de refrigeração desses aparelhos afetando principalmente os alérgicos, os idosos e as crianças de tenra idade. O uso do ar-condicionado, quando feito com os devidos cuidados, pode melhorar muito a qualidade de vida dos pacientes, pois o aparelho tem a função de filtrar o ar e deixar o ambiente com uma temperatura agradável e refrescante. Nunca usar temperaturas muito baixas, principalmente no calor excessivo, para evitar o "choque térmico".

Saiba mais:

. Limpe os filtros e troque-os quando necessário: a limpeza desses componentes é uma importante etapa da manutenção, fundamental para que a poeira não retorne ao ambiente por meio da recirculação do ar;

. Higienize o aparelho: recomenda-se que, a cada 2 ou 3 meses, uma empresa especializada em manutenção de equipamentos de ar faça o procedimento. O técnico deve ter todos os cuidados ao efetuar a operação;

. Verifique o gás refrigerante: o técnico deve checar se ainda existe gás refrigerante em quantidade suficiente. Se não houver, algumas possíveis consequências são o superaquecimento do compressor ou problemas no funcionamento;

. Limpe a unidade condensadora: a manutenção da unidade condensadora precisa ser realizada de 6 em 6 meses, por técnico especializado; 

. Mantenha o ar-condicionado sempre em temperatura equilibrada: o frio excessivo pode causar desconforto e até problemas de saúde. Nessa condição, o corpo tende a gastar mais  energia com a temperatura interna, sugando mais energia das células de defesa e reduzindo a imunidade; 

. Atenção: nunca use adaptadores ou extensões para ligar seu produto à rede elétrica, pois além de causar danos ao aparelho, isso pode provocar um incêndio. Evite também aberturas  constantes de portas e janelas para não comprometer o desempenho do equipamento.