CONSULTORIA E INSPEÇÃO PREDIAL - NBR 16280

Atestamos a edificação para valorizar o patrimônio imobiliário a custos competitivos e atendimento diferenciado.

INSPEÇÃO DE ELEVADORES / LAUDO TÉCNICO

Com experiência de 32 anos em elevadores, a equipe é composta por profissionais habilitados que atendem a todos os fabricantes.

PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DE ELEVADORES

Devem se adequar às normas técnicas de segurança e de acessibilidade vigentes para aumentar o desempenho.

PMOC - PLANO DE MANUTENÇÃO, OPERAÇÃO E CONTROLE

O Ministério da Saúde recomenda a manutenção dos aparelhos de sistemas de climatização artificial em todos os estabelecimentos.

ANALISE E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR INTERNO - QAI / IAQ

Com experiência de 35 anos em ar condicionado a equipe é composta por profissionais preocupados com sua saúde.

Você sabe como anda a QUALIDADE DO AR em sua cidade? Saiba aqui !!!


Menos de 2% dos municípios brasileiros tem rede de monitoramento da qualidade do AR.
Veja mais no vídeo abaixo.



LEI SOBRE MANUTENÇÃO DE AR-CONDICIONADO ENTRA EM VIGOR

Todos os edifícios brasileiros, públicos ou privados, serão obrigados a fazer a manutenção de seus sistemas de ar condicionado. É o que determina a Lei 13.589/2018, sancionada na quinta-feira (4) e publicada nesta sexta-feira (5) no Diário Oficial da União.
Segundo a agência de notícias do Senado, a lei já está em vigor para novas instalações. Para sistemas já instalados, o prazo para cumprimento dos novos requisitos legais é de 180 dias depois de sua regulamentação.
Agora, os edifícios terão de adotar um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), a fim de prevenir ou minimizar riscos à saúde de seus ocupantes.
O plano deverá obedecer aos parâmetros regulamentados pela Resolução 9/2003, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e posteriores alterações, assim como às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
O objetivo é garantir a boa qualidade do ar interior, considerando padrões de temperatura, umidade, velocidade do ar, taxa de renovação e grau de pureza.
A lei será aplicada a todos os edifícios, mas os ambientes climatizados de uso restrito – laboratórios e hospitais, por exemplo – deverão obedecer a regulamentos específicos.

O presidente Michel Temer vetou apenas o artigo que atribuía a engenheiro mecânico a responsabilidade técnica do PMOC. Segundo a Presidência da República, tal regra criaria reserva de mercado sem necessidade.

Usina geradora de energia fotovoltaico em lago no Centro-Oeste


Usina na Fazenda Figueiredo – Cristalina GO

   

Parceria da MTEC Energia com o Governo do Goiás.


Usina de 303 kWp que esta sendo instalado na Fazenda Figueiredo em Cristalina GO, a primeira em lago no Centro Oeste, previsão de termino até o dia 30/04/2017. WEG AUTOMAÇAO – FOTOVOLTAICO, em parceria com integrador MTEC ENERGIA.


Fonte: http://www.mtecenergia.com.br/index.php/travel-category/73-usina-na-fazenda-figueiredo-cristalina-go

Curso: PMOC - Plano de Manutenção, Operação e Controle

Cursos Técnicos
 
Curso: PMOC - Plano de Manutenção, Operação e Controle
Objetivo: Propiciar que os profissionais da área de manutenção e sistemas de Ar condicionado, estejam habilitados a compreender, identificar oportunidades e, elaborar o plano de manutenção, operação e controle de Ar Condicionado, tendo em vista disposto em Lei.
 
 
Programação:
 

 ·         PMOC - Plano de manutenção, operação e controle;

·         Histórico;

·         Embasamento legal;

·         Referências Técnicas; 

·         Responsabilidade Técnica e Legal;

·         Requisitos necessarios;

·         Como escolher as informações;

·         Elaboração do PMOC;

·         Modelo;

·         Rotinas recomendadas.

Data, horário e local
Data: 14 de julho de 2017
Horário: 09h00 às 18h00
Local: Auditório Abrava
Avenida Rio Branco, 1492
Campos Elíseos
São Paulo - SP
 
Investimento
Associados:R$200,00

Não Associados:R$300,00

Associados Online:R$ 150,00

Não Associados Online: R$ 250,00 


Pagamento via boleto bancário com vencimento em 02 dias uteis.

Não constando em sistema o pagamento do curso a inscrição será cancelada.
Apresentação do Palestrante:
Arnaldo Lopes Parra Engenheiro Mecânico – FAP, Engenheiro de Refrigeração e Ar Condiiconado – USP, MBA – Administrador de empresas – Mackenzie, Engenheiro de Segurança – FAAP. Consultor independente, com mais de 25 anos de experiência no ramo de HVAC-R, tendo atuado nas seguintes empresas: Sabroe/ York – 7 anos, Thermotec – 5 anos, Trane – 12 anos. Experiência nas seguintes áreas: Fabricação, montagem e teste de Chillers trocadores de calor, split system, self contained, grupos destilatórios e máquinas de gelo. Manutenção preventiva, preditiva e corretiva para sistemas de HVAC-R, vendas, garantias, partes & peças.

Informações adicionais

Informações adicionais: com Aline Cassimiro, pelo tel. (11) 3361-7266 r.123 ou e-mail: cursos@abrava.com.br.
Estacionamento GRATUITO no local com número de vagas limitado.
ATENÇÃO: Cancelamento com 72 horas de antecedência será devolvido o valor parcial da inscrição.
Não será devolvido o valor da inscrição em caso de desistência ou não comparecimento no curso.
Reservamo-nos o direito de prorrogar e/ou cancelar o curso caso não atinja o número mínimo de participantes.

 
         
 
 

Fonte: http://newsletter.abrava.com.br/ver_mensagem.php?id=H|2344|259949|141829944242028400

Parque Solar da Lapa (BA) entra em operação


O parque solar Lapa, considerado o maior parque solar fotovoltaico em operação no Brasil, entra em operação hoje (5). Localizado em Bom Jesus da Lapa (BA), o parque é composto por duas usinas, com capacidade instalada total de 158 megawatts.
Lapa está localizada em uma área com altos níveis de radiação solar e é capaz de gerar cerca de 340 gigawatts de energia por ano. A energia é suficiente para atender às necessidades anuais de consumo de energia de mais de 166 mil lares brasileiros, evitando a emissão de cerca de 198 mil toneladas de CO2 na atmosfera.
Foram investidos US$ 175 milhões na construção do parque solar. O projeto foi concedido ao grupo ENEL em agosto de 2015 no leilão de reserva feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica e o contrato de fornecimento é de 20 anos.
Durante a construção de Lapa, a Enel desenvolveu diversas iniciativas, como cursos de capacitação de eletricistas, para beneficiar o desenvolvimento social das áreas próximas à usina, em linha com a abordagem de Criação de Valor Compartilhado (CSV).

Casa pode deixar você doente; veja maneiras de evitar


O matemático Guilherme Zuccolotto no seu quarto
De nada adianta tratar os sintomas de uma doença se ela é causada ou agravada pelo próprio lugar onde se vive. Cuidados de projeto, construção e manutenção contribuem para que a casa não fique "doente", preservando a saúde dos moradores.
O matemático Guilherme Zuccolotto, 28, só percebeu a relação entre sua rinite alérgica e o apartamento onde mora há 15 anos, na zona sul de São Paulo, quando fez um intercâmbio aos Estados Unidos, em 2015. "No ano em que fiquei fora, minhas crises melhoraram muito", conta.
O motivo é o mofo que cresce em uma das paredes do seu quarto. "Vários moradores do prédio têm o mesmo problema, por causa do layout do apartamento", diz.
As janelas dos dois banheiros do imóvel de 80 metros quadrados dão para a área de serviço, e o vapor do banho acaba ficando preso dentro do apartamento. Além da umidade, a falta de luz solar no cômodo favorece a proliferação dos fungos.
"Já lixei a parede e fiz reformas, mas sempre volta", afirma Zuccolotto. Os sintomas, como espirros e alergias de pele, pioraram no último ano, quando ele passou a trabalhar em casa.
"O mofo é algo que precisa ser resolvido. A exposição prolongada ao fungo pode gerar até quadros pulmonares graves em pessoas de qualquer faixa etária", alerta o pneumologista José Eduardo Cançado, professor da faculdade de medicina da Santa Casa de São Paulo.
Para acabar com o bolor, é necessário solucionar a causa: a umidade, que pode ser resultado de vazamentos, infiltrações ou falta de ventilação –como no apartamento de Zuccolotto.
"Nesse local, uma saída seria instalar um exaustor ou um desumidificador de ambiente", diz Leonardo Cozac, engenheiro especializado em qualidade do ar interno.
Para remover o mofo de paredes, aplicar cloro sobre a mancha não é suficiente. "É preciso removê-la com um pano úmido e aspirador de pó, tomando cuidado para não levar a contaminação para outros espaços", afirma.
Se persistir, é sinal de que o bolor pode ter se espalhado por dentro da parede. Aí, o mais indicado é abri-la para verificar sua dimensão.
Segundo o especialista, a tinta antimofo pode ser uma aliada, já que dificulta o crescimento dos fungos, mas não resolve o problema sozinha.
Outro cuidado para conter o desenvolvimento de micro-organismos é optar por materiais com superfícies lisas e fáceis de serem higienizadas. "Carpetes e papéis de parede devem ser evitados", afirma Maria Augusta Justi Pisani, professora de arquitetura e urbanismo da Mackenzie.
O ar-condicionado também deve receber manutenção regular (a cada seis meses), para que não se torne um veículo de propagação de vírus, bactérias e fungos.
AR RENOVADO
A troca do ar é fundamental para diminuir a concentração tanto de contaminantes biológicos como químicos dentro de casa.
Os compostos orgânicos voláteis, como o formaldeído, podem ser emitidos por colas, tintas, vernizes e móveis. Alguns deles são tóxicos e considerados cancerígenos.
Para facilitar a renovação de ar, o ideal é que os imóveis tenham janelas em mais de uma face. "Isso possibilita que o ar entre por um lado e saia por outro", afirma o engenheiro Luiz Henrique Ferreira, diretor de uma consultoria especializada em sustentabilidade.
O biólogo Allan Lopes, especialista em biologia da construção, área que estuda o impacto das edificações na saúde humana, defende que, mesmo em cidades poluídas, as janelas fiquem abertas. "Com a casa sempre fechada, o ar interno pode ficar mais poluído do que o externo", diz.


Cançado, da Santa Casa, concorda, mas faz uma ressalva: "Evite ventilar a casa nos horários de pico do trânsito".

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/sobretudo/morar/2017/06/1889880-casa-pode-deixar-voce-doente-veja-maneiras-de-evitar.shtml